Tiago Franco - Por Que Os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons?

Tiago Franco - Por Que Os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons?

Por Que Os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons? está disponible para descargar en formato PDF y EPUB. Aquí puedes acceder a millones de ebooks. Todos los ebooks disponibles para leer en línea y descargar sin necesidad de pagar más.



Título Original: Por Que Os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons?

Los autores: Tiago Franco

Editor: E-galáxia

Fecha de lanzamiento: 21.06.2019

Género: Filología

ISBN: 9788567080970

El Tamaño De Archivo: 1.60MB

Idioma: Español

Formato de Ebooks : PDF, EPUB

Tiago Franco con Por Que Os Loucos Escrevemos Livros Tão Bons? Libros Gratis

"Gostei muito da ideia desse engolidor de vogais... estupenda!" José Castello "Gostei muito de Por que os loucos pela originalidade, pelo seguro domínio da forma, pela superposição de realidade e ficção, e pela temática." Moacyr Scliar "Por que os loucos escrevemos livros tão bons" reúne quinze contos começando por um exercício narrativo cuja forma se assemelha ao tema subjacente a todas as narrativas do livro: o duplo. "O engolidor de vogais", o primeiro conto, leva ao extremo a demanda por inovação de uma literatura que se autodenomina pós-moderna, erigindo em torno do personagem um muro de isolamento e alienação, que só faz afastá-lo dos potenciais leitores. "Wall Street Journal" é o diário íntimo de um escritor que encontra na doença mental um alívio para sua recusa em escrever, vítima de um misterioso mal cuja semelhança com o Bartleby de Melville parece perturbá-lo. "A pedra", "O autista literal" e "Writer´s block", cada um a sua maneira, descrevem escritores em situações-limite com o fazer literário e as saídas, ou melhor, os impasses que encontraram para dar sentido ao inominável em suas obras. "Ks", "O caso Borges", "O inconsciente de Schmitz" e "Maupassant" ficcionalizam a biografia de escritores como Kafka e Svevo a fim de examinar as relações entre loucura e escrita literária. Na verdade, desde a primeira narrativa, passando pelo conto que dá título ao livro, espelho da vida e da obra do dramaturgo Qorpo-Santo, até "Interimário", recorte biográfico nada lisonjeiro sobre o Prêmio Nobel de Literatura Mario Vargas Llosa, o que mais chama atenção é o domínio da narrativa, cuja estrutura parece ter sido criada na medida certa para abarcar a superposição de realidade e ficção contidas nesses contos que se aproximam do absurdo da condição humana.

19.07.2019